Marta Suplicy nomeia funcionária acusada de cometer irregularidade

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 16 de julho de 2002 as 22:50, por: cdb

“A prefeita Marta Suplicy (PT) nomeou ontem como conselheira interina do Tribunal de Contas do Município (TCM) uma funcionária acusada de ter-se aposentado irregularmente pelo tribunal.
Maria Cristina de Carvalho Junqueira foi citada no relatório da extinta Comissão Parlamentar de Inquérito que investigou o TCM como beneficiária de aposentadoria irregular.
Ela teria se aposentado com 13 anos de serviços prestados ao Município, em vez de 15 anos como estabelece a lei. Essa é a segunda vez que a prefeita indica uma pessoa para órgão que é suspeita de cometer irregularidades.
A publicação foi feita na edição desta segunda-feira do Diário Oficial do Município.
Maria Cristina ficará de 4 de julho a 8 de agosto no lugar da conselheira Mariana Prado Armani Queiroz Barbosa que estará de férias.
O ex-presidente da CPI do TCM, vereador Gilson Barreto (PSDB), disse ter sido surpreendido pela medida.
“É uma surpresa privilegiar pessoas que foram investigadas e sobre as quais foram encontradas irregularidades. A prefeita não leu o relatório da CPI ou o engavetou”, afirmou Barreto.
De acordo com a Assessoria de Imprensa do PSDB, Maria Cristina ocupava o cargo de chefe de gabinete na presidência do TCM, onde foi contratada em 9 de abril de 1984 e se aposentou em julho de 1997.
Marta também nomeou em outubro do ano passado o funcionário Rui Corrêa, que foi citado no relatório da CPI do TCM por suposta aposentadoria ilegal. Corrêa ocupou a função até 8 de dezembro, no lugar de Roberto Tanzi Braguim.