Marta Suplicy é eleita vice-presidente pela executiva do PT

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 16 de março de 2003 as 15:21, por: cdb

O Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores escolheu neste domingo os nomes dos novos membros da Executiva do partido. A prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, foi eleita a 1ª vice-presidente do PT e o deputado federal Jorge Bittar secretário-geral.

Segundo o presidente nacional do PT, José Genoino, as mudanças foram feitas por consenso, sem voto contrário e abstenções. “Não houve disputa entre os membros do governo ou do partido”, disse, explicando que houve a preocupação que os membros do governo não ocupassem cargos executivos do partido, em nível nacional, para simbolizar a autonomia partidária.

“Os membros do governo foram substituídos à altura por companheiros de visibilidade política”, disse. A intenção, de acordo com ele, é manter o partido “forte e organizado autonomamente para estar capacitado à tarefa central do sucesso do governo Lula.

Atualmente, grande parte dos 28 atuais representantes da Executiva estão ocupando cargos no governo federal. No total, nove dirigentes foram substituídos, entre eles os ministros Luiz Dulci (Secretaria-Geral da Presidência), Benedita da Silva (Meio Ambiente), José Dirceu (Casa Civil) e Ricardo Berzoini (Previdência Social).

Sobre a resolução aprovada, Genoino disse que o PT não vai ser pautado pelas divergências, “mas pela tarefa maior de governar”. A resolução sobre conjuntura foi aprovada por mais de 70% do Diretório Nacional.

Genoino disse que vai persuadir e usar de convencimento para que todos votem unidos as ações de governo.

“Não vai ter clima de punição, nem enquadramento, se depender da minha capacidade de diálogo. Já divergi várias vezes, fiz minha declaração de voto, mas respeitei o princípio de fidelidade partidária”, afirmou.