Márcio Thomaz Bastos: reforma do Judiciário não pode ser feita por poucos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 19 de dezembro de 2002 as 23:47, por: cdb

O futuro ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, disse hoje, em entrevista coletiva na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), que a reforma do Judiciário não pode ser feita pelo que pensa a cabeça de poucos.

“É preciso encontrar critérios que permitam colher dados junto à sociedade para executar a reforma do Judiciário adotando medidas concretas que possam viabilizar a redução da impunidade do país”, afirmou.