Marcelo Crivella diz que solidariedade deve mover relações dos integrantes do Mercosul 

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 24 de março de 2011 as 15:05, por: cdb

Para o senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), o princípio que fez nascer e que deve mover as relações entre o Brasil e os demais países integrantes do Mercado Comum do Sul (Mercosul) deve ser a solidariedade, e não a exploração “entre irmãos”. Foi o que defendeu durante homenagem aos 20 anos de fundação do Mercosul, nesta quinta-feira (24).

O parlamentar citou artigo do teólogo Leonardo Boff, segundo o qual “nós humanos somos enredados em teias incontáveis de relações que nos fazem seres de cooperação e de solidariedade”. Para Crivella, o Brasil é, ao lado dos Estados Unidos, “um dos pólos da América”, mas não deve buscar “saldos” nessa integração com os países vizinhos.

– Diferentemente da Área de Livre Comércio das Américas [Alca], isso nos diferencia na gênese da nossa formação, e por isso eu acredito no Mercosul, acredito na solidariedade entre os países associados – disse.

De acordo com o senador, que qualificou de “extraordinária” a iniciativa do Brasil de buscar a integração com os demais países do continente, o Mercosul pode dar exemplo ao mundo, não apenas de acordo aduaneiro, mas de integração humana.

Da Redação / Agência Senado