Maradona é liberado pela polícia após quebrar sala VIP

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 22 de dezembro de 2005 as 12:24, por: cdb

Após ser detido por causar uma confusão no Terminal 2 do Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim, no Rio Janeiro, na manhã desta quinta-feira, o ex-jogador argentino Diego Armando Maradona foi liberado por volta das 11h30 (de Brasília). Após um acordo com as autoridades brasileiras, Maradona deve voltar ao seu país ainda na tarde desta quinta.

Logo cedo, de acordo com informações da Polícia Federal, o craque se irritou com a perda do vôo para Buenos Aires. Ao lado de mais quatro pessoas, ele teria danificado dependências de uma das áreas VIPs.

Em seguida, teria discutido com policiais, sendo detido logo pelo delegado Montenegro e por agentes da Infraero. O ex-craque só foi liberado após ter concordado em pagar os prejuízos.

O ex-craque seria encaminhado para a sede da Polícia Federal, na Praça Mauá, centro do Rio, para realizar exame de sangue que verificaria presença de álcool em seu organismo, mas acabou liberado depois de assinar alguns documentos.

– Houve um problema com funcionários, a coisa engrossou e a polícia foi chamada… Ele foi enquadrado por desacato – informou um assessor, acrescentando que já houve um acordo e que o jogador vai embarcar no próximo vôo da TAM para Buenos Aires.

Maradona veio ao Brasil para participar da segunda edição da partida beneficente de final de ano organizada por Zico, no CFZ, que arrecadou alimentos não-perecíveis para instituições beneficentes.

Para a “pelada”, na noite desta quarta-feira, Maradona chegou atrasado e, após passar a tarde com Romário na Zona Sul, quase não compareceu.