Mantega espera que guerra fiscal seja eliminada

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 16 de novembro de 2006 as 18:58, por: cdb

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse nesta quinta-feira que o governo federal não tem intenção de abrir mão de seus tributos em benefício dos governos estaduais, como a alteração da partilha das contribuições.

– É uma pena. Mas vivemos tantas dificuldades quanto os senhores (governadores). O que queremos propor é uma reforma tributária que simplifique esse emaranhado tributário que existe hoje no país e facilite a produção, torne-a mais fáci -, disse o ministro, após encontro com o governador de São Paulo, Cláudio Lembo.

O ministro espera que seja eliminada a guerra fiscal.

– A guerra fiscal acaba envolvendo todo mundo. Começa num estado e, no final, todo mundo está na guerra fiscal. Você acaba gastando R$ 20 bilhões ou R$ 30 bilhões na guerra fiscal quando esses recursos poderiam ser melhores direcionados se houvesse um planejamento tributário e uma sintonia -, afirmou Mantega.

– O que estamos propondo não é tirar dinheiro dos estados, nem dar mais dinheiro para eles, mas caminhar para uma estrutura tributária mais moderna, mais eficiente, e que crie menos embaraços -, disse o ministro.

Ele anunciou que pretende consultar os governadores para discutir a reforma tributária.