Major do exército e esposa são reféns de seqüestro-relâmpago

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 18 de setembro de 2003 as 04:18, por: cdb

Um major do Exército e a esposa foram reféns de um seqüestro-relâmpago na última quarta-feira na Zona Sul de São Paulo. A ação dos bandidos foi rápida, mas policiais das Rondas Ostensivas Thobias de Aguiar (Rota) conseguiram prender a dupla.
 
O major do Exército Alexandre Gouveia Mosca, de 38 anos, e a mulher Elisabete Xavier de Albuquerque, de 29 anos, estavam voltando para a casa no carro Pólo da família, quando nas proximidades de um shopping, na Avenida Giovanni Gronch, zona Sul de São Paulo, foram rendidos por dois rapazes armados.

A dupla invadiu o veículo e ordenou que o major dirigisse pelas ruas da região à procura de bancos com caixa eletrônico na noite desta quarta-feira.

O sargento Nogueira, da Rota, conta que a ação dos assaltantes foi muito rápida. O major chegou a ver um deles se aproximando, mas não teve tempo para nada.

– O major nos disse que viu um dos bandidos se aproximar, mas não teve tempo de escapar e de acelerar o veículo. Ele tomou a atitude correta, pois estava acompanhado da mulher e qualquer reação poderia resultar em algo pior – disse o sargento.

Policiais Militares da Rota estavam em patrulhamento e foram avisados por pessoas que presenciaram o crime. A dupla foi presa nas proximidades ainda com as vítimas.
 
Ciradenes Paulo Félix, de 27 anos, tinha saído há 20 dias do Presídio de Lucélia, no interior de São Paulo, e o adolescente de 17 anos tinha saído há três meses de uma unidade da Febem. Os dois cumpriram pena por roubo. Com um revólver calibre 38, o adolescente era o mais violento, segundo as vítimas.