Mais de 30 atendimentos do Procon/SM, na manhã desta quarta, no Centro Administrativo de Camobi

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 25 de janeiro de 2012 as 12:58, por: cdb

Publicada em 25/01/2012 – Atualizado em 25/01/2012 14h40m

Mais de 30 atendimentos do Procon/SM, na manhã desta quarta, no Centro Administrativo de Camobi

Na manhã desta quarta (25), antes das 9h, quando iniciava o serviço de descentralização do Procon/SM em Camobi, já havia fila de espera no Centro Administrativo da Região Leste, localizado na RS 509, próximo ao trevo de acesso à Universidade Federal de Santa Maria. Até às 12h o Programa Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor realizou 32 atendimento aos moradores do Bairro Camobi. No total foram formalizadas 15 reclamações, que serão encaminhadas para as empresas ou órgãos que terão o prazo de 10 dias para apresentar uma justificativa.

A ação foi coordenada pelo coordenador do Procon/SM, Vitor Hugo do Amaral Ferreira e pelo diretor do Centro Administrativo, Vacile Zimmermann, com o apoio do Gabinete do Prefeito Cezar Schirmer. O Procon/SM faz parte da Coordenadoria de Defesa do Consumidor, vinculado à Secretaria de Relações de Governo e Comunicação, da Prefeitura Municipal de Santa Maria.

Entre as principais reclamações levadas pelos consumidores, segundo Vitor Hugo do Amaral Ferreira, estavam a inscrição indevida no SPC/Serasa; taxas de contas de luz e produtos com defeito. O maior volume de atendimento, que foi prestado por quatro integrantes do órgão, foi voltado a moradores do bairro. A babá Juliana Custódia, 31 anos, é um destes casos. Ela procurou o Procon para tentar tirar o seu nome da Serasa, que ficou comprometido por um equívoco no endereço da conta de luz, em conseqüência de mudança de cidade.

O coordenador do Procon explica que a descentralização já acontece há cerca de dois anos. “Já temos ido a escolas e instituições comunitárias, além da atuação no programa Bairro em Ação”. Vitor Hugo acrescenta que dentro de 15 dias a equipe voltará a Camobi, para que as pessoas obtenham um retorno sobre as suas demandas.

O diretor do Centro Administrativo da Região Leste, Vacile Zimmermann, ficou impressionado com a freqüência dos moradores. “Alguns, inclusive, ficaram de voltar. Acho que deveria ter esta assistência pelo menos uma vez por mês”, comenta Zimmermann. Já no dia a dia do órgão, o diretor conta que as demandas são mais voltadas à infraestrutura urbana, novos pontos de iluminação pública e conservação de praças e jardins. Nesta época, também está sendo frequente a busca pela segunda via para pagamento do IPTU.

Além das informações sobre os direitos do consumidor, as pessoas que procuraram o serviço, na manhã desta quarta (25) também receberam cartilhas informativas e exemplares do Código de Defesa do Consumidor. A ação também teve como objetivo, segundo Ferreira, promover um espaço de educação para o consumo à comunidade, onde foram explicitadas as iniciativas do Governo Municipal em oportunizar a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos, utilizando-se do Centro Administrativo Regional Camobi como espaço também de prestação dos serviços da Prefeitura Municipal.

 

Texto: Jorn. Vera Jacques
Fotos: João Vilnei