Mais de 3 mil cães de rua são mortos em Atenas

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 1 de outubro de 2003 as 17:28, por: cdb

Mais de 3 mil cachorros vira-latas foram mortos em Atenas durante as férias de agosto, com a intenção de melhorar a aparência da cidade antes dos próximos Jogos Olímpicos.

A cidade de Atenas e sua região metropolitana estão sendo acusadas de tirar proveito das semanas de férias, quando muitos moradores viajam, para capturar e matar cães e gatos de rua, tão comuns que podem até ser encontrados vagando na frente do Parlamento.

Os organizadores dos Jogos Olímpicos mencionaram, com freqüência, a necessidade de uma solução, antes dos jogos, para os animais de rua. Mas tanto o gabinete do prefeito quanto o comitê olímpico negam o extermínio dos animais neste verão.

— Temos reclamações em todos os municípios… e estamos investigando — revelou Marianna Polyhroniadou, presidente do Comitê de Iniciativa dos Cidadãos.

A prefeitura rejeitou as acusações e as classificou de “maliciosas e sem fundamento”. “Muito pelo contrário, demos início a uma campanha de proteção, cuidado e adoção de animais sem precedentes na Grécia moderna”, de acordo com o porta-voz do prefeito de Atenas, Paul Anastasi.

O gabinete do prefeito anunciou nesta quarta-feira um programa estabelecendo clínicas veterinárias e programas de adoção e treinamento dos cães para a assistência de idosos ou deficientes.

Após uma grita geral de grupos de proteção aos animais, que temem uma matança generalizada, os organizadores dos jogos lançaram uma campanha para esterilizar cães de rua e penalizar donos de cachorros que os abandonarem.