Maioria vota “sim” ao ingresso de Malta na UE

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 9 de março de 2003 as 14:25, por: cdb

Mais da metade (53 por cento) dos eleitores de Malta pode ter ratificado com seu voto o ingresso deste pequeno país localizado no Mar Mediterrâneo na União Européia (UE), segundo as primeiras projeções da apuração dos votos do plebiscito ocorrido no último sábado.

O plebiscito, de caráter consultivo, é o primeiro dos dez convocados para este ano nos países candidatos à ampliação da UE a partir de 2004.

Participaram do pleito 91,13% dos cerca de 300 mil malteses com direito ao voto, segundo dados oficiais da Comissão Eleitoral.

As projeções dos votos válidos, que apontam uma vitória do “sim”, foram divulgadas por diversos canais de televisão malteses e confirmadas pelo Partido Nacionalista, do primeiro-ministro Edward Fenech Adami.

O líder trabalhista, Alfred Sant, que defendia simultaneamente o “não” e a abstenção, dada sua oposição à entrada da ilha Malta na UE, não reconheceu a vitória do “sim” em declarações ao canal de televisão Super One.

Os resultados finais do plebiscito realizado naquele que, entre os dez países que poderão intregar a UE nos próximos anos é considerado o mais cético quanto à adesão ao bloco, deverão ser divulgados ainda este domingo.