Magno Alves lucra com saída de Roni

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 22 de dezembro de 2002 as 00:27, por: cdb

No começo, a intenção da diretoria do Fluminense, a pedido do técnico Renato Gaúcho, era manter Roni e dispensar Magno Alves.
Mas depois que o primeiro entrou na Justiça contra o clube, surpreendendo a todos, essa situação se inverteu.

Como um dos dois teria de deixar as Laranjeiras, por causa do alto valor salarial – cada um ganha R$ 100 mil por mês -, a saída de Roni facilita a permanência de Magno Alves, que tem contrato com o clube até 31 de janeiro.

Apesar dos desentendimentos que teve com Romário – que deve negociar sua permanência nas Laranjeiras em janeiro -, durante o Campeonato Brasileiro, Magno Alves deverá ser mantido no elenco tricolor para a temporada 2003. Porém, mediante a uma redução salarial.

O vice de futebol tricolor, Marcelo Penha, não quis admitir a intenção inicial de dispensar Magno Alves. “Perdemos um grande jogador, mas a saída do Roni não interfere na situação dos outros jogadores. Cada caso é um caso”, desconversou.