Mãe de menina atingida por bala perdida pede justiça em missa

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 12 de março de 2007 as 18:15, por: cdb

A missa de sétimo dia de Alana Ezequiel foi celebrada na manhã desta segunda-feira na Igreja da Candelária, no Centro do Rio. Alana, de 12 anos foi atingida por uma bala perdida, na última segunda-feira, durante uma operação da polícia no Morro dos Macacos, em Vila Isabel, na Zona Norte.

Na missa, outras famílias de vítimas da violência compareceram, como os pais de João Hélio, morto no dia 7 de fevereiro após um assalto no subúrbio; os pais de Gabriela Prado, morta em 2003 na estação do metrô da São Francisco Xavier e o líder da banda Detonautas, Tico Santa Cruz, que perdeu o guitarrista Nettinho, durante uma tentativa de assalto no Rocha, no subúrbio. Autoridades da segurança do Rio também foram prestar solidariedade. Mas a igreja, com capacidade para mil pessoas, ficou vazia.

Os parentes se reuniram para fazer um documento que se chama “O Rio do bem”, que será entregue às autoridades. Eles pedem parcerias entre o poder público e empresários para que possam ser realizados programas sociais.