Madonna vai à televisão defender adoção de criança africana

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 25 de outubro de 2006 as 15:59, por: cdb

Depois de muito disse-me-disse Madonna foi à televisão explicar a adoção do menino de Maluí, David Banda. Durante o programa da apresentadora Oprah Winfrey, um dos mais populares dos Estados Unidos, gravado nesta terça-feira, Madonna defendeu-se das acusações de que a adoção de Banda foi ilegal. O programa vai ao ar nesta quarta.

A popstar disse que teve a aprovação oral e escrita do pai do menino antes de leva-lo para Londres. Mesmo perplexa com o “arrependimento” do pai de David, Madonna garantiu que não vai impedi-lo de ver o filho.

– Ele pode visitar o menino quando quiser -, completou durante a entrevista.
 
Segundo uma pessoa da platéia, Madonna se emocionou quando lembrou o que o pai de David tinha dito na véspera da adoçãoque estava “agradecido por você estar dando um futuro para o meu filho, e uma vida, porque se ele ficar aqui, teria que enterra-lo”.

De acordo com a cantora, David teve pneumonia e malária no último ano, mas, durante o período, nenhum parente foi visitá-lo na instituição. Madonna também contou que a primeira vez que viu David foi em um documentário, quando ele estava sendo segurado por uma garota de oito anos, portadora de HIV.

No final, a musa disse estar disposta a visitar o país duas vezes por ano e manifestou uma vontade de ser tornar porta voz daquela nação.


Madonna e o marido, o cineasta Guy Ritchie viajaram ao Malauí no último dia 4 de outubro. Para conseguir adotar a criança, a cantora precisou de uma autorização do governo malauiano, que, pela lei, impede que não-residentes no país obtenham a guarda de seus cidadãos.