Madonna diz que ofereceu ajudar menino sem tirá-lo do país

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 1 de novembro de 2006 as 16:08, por: cdb

A cantora Madonna disse que se ofereceu sustentar o bebê que planeja adotar sem retirá-lo de seu país, o Malaui, uma proposta que foi rejeitada pelo pai do menino. A declaração foi feita por Madonna ao programa Newsnight, da BBC, que vai ao ar na noite desta quarta-feira. David Banda está atualmente na casa da cantora em Londres, depois que ela recebeu a custódia temporária. Madonna negou relatos de que o pai e a avó faziam visitas freqüentes ao menino no orfanato.

– Disseram-me (…) que do dia em que ele foi deixado no orfanato em diante, ele não foi mais visitado por nenhum membro da família e é por isso que me interessei por ele -, disse Madonna.

– Se alguém tivesse me dito, ‘o pai dele vem toda a semana ou a avó o visita regularmente e toma conta dele’, eu não teria nem pensado duas vezes (na adoção) -, desabafa a cantora.

Madonna disse que se interessou pelo menino quando ficou sabendo que ele havia sido “largado no orfanato”.

– O pai de David vive a 50 ou 60 quilômetros de distância, não tem carro, não tem dinheiro e, pelo que eu sei, se casou de novo e está tocando a vida -, afirmou.

Na última sexta-feira, um tribunal do Malaui adiou para o dia 13 de novembro uma audiência sobre o caso. Uma aliança de 67 grupos de defesa dos direitos humanos levou o caso à Justiça para contestar a adoção de David Banda, de um ano de idade. Eles alegam que as leis do Malaui proíbem as adoções por estrangeiros e dizem que o status e a fortuna de Madonna simplificaram o processo.

O pai do menino disse à BBC temer que a polêmica causada pelos grupos faça com que seu filho seja devolvido. Ele disse que não tem condições de cuidar de David e pediu para que os grupos desistam do processo.