Madonna desiste de turnê mundial e critica George W. Bush

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 19 de setembro de 2001 as 12:49, por: cdb

A popstar Madonna resolveu que não vai mais fazer turnês, dando prioridade para sua vida pessoal e os filhos. De acordo com o tablóide inglês The Sun, a cantora viu os atentados terroristas aos Estados Unidos como um “alerta”. “Não sei quanto a vocês, mas eu quero uma vida longa e feliz, e quero que meus filhos também tenham uma voda longa e feliz”, declarou a Material Girl em seu último show da Drowned World Tour, em Los Angeles.

“Ela disse que a The World Drowned Tour foi a última. Ela não pode mais se imaginar fazendo outra turnê internacional”, disse ao The Sun um amigo de Madonna.

Apoio – Além de discursar pela paz no palco, Madonna doou US$ 1,5 milhão arrecadados em seus shows em Los Angeles para ajudar os órfãos dos ataques terroristas da semana passada.

Críticas a George W. Bush

Madonna foi a primeira artista de peso do pop a fazer um pronunciamento que critica à posição do presidente George W. Bush em relação ao ataque terrorista da semana passada.

Durante o primeiro show depois do cancelamento de uma das apresentações da “Drowned World Tour”, ela disse que as pessoas deveriam “olhar dentro de si mesmas e examinar seus próprios atos de terrorismo, ódio, intolerância e negatividade”. “Somos todos responsáveis, não é apenas Bin Laden, somos todos nós”, disse ela. “Todos nós colaboramos para o ódio que existe no mundo hoje em dia.”

Na apresentação de sexta-feira, ela continuou abordando o assunto, pedindo que o presidente tenha cuidado no processo de retaliação contra o atentado. “Violência gera violência”, disse ela. “Não sei quanto a vocês, mas eu quero viver uma vida longa e quero que meus filhos tenham uma vida igualmente longa.” Madonna também disse que a tragédia foi uma “aviso” para as pessoas despertarem sobre a violência e os ataques terroristas que acontecem no mundo “todos os dias”.