Lula tem agenda cheia em último dia de mandato

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 31 de dezembro de 2010 as 08:40, por: cdb

Brasília – No último dia no exercício do cargo o presidente Luiz Inácio Lula da Silva mantem hoje (31) o ritmo acelerado deste final de mandato com um agenda cheia de compromissos e uma decisão importante a ser tomada: a de extraditar ou não o ex-ativista italiano Cesare Battisti.

Entre assuntos internos e reuniões com líderes de outros países que estão em Brasília para a posse de Dilma Rousseff, há um espaço reservado para Lula se despedir dos ministros e suas equipes. Lula irá ser reunir por volta das 10h com a equipe com a qual trabalhou ao longo dos últimos anos para uma sessão de fotos.

Em seguida, recebe o vice-presidente do Conselho de Estado de Cuba, José Ramón Machado, e o último compromisso da agenda é um encontro com o presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas. O líder palestino chega a Brasília um mês depois de o governo do Brasil reconhecer o Estado palestino com fronteiras existentes desde 1967.

Lula já disse que não irá deixar a decisão sobre o caso Cesare Battisti para a futura presidenta, Dilma Rousseff, e dará hoje sua palavra final. o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou a extradição de Battisti, mas deixou a decisão para o presidente da República. Battisti foi condenado à prisão perpétua na Itália, acusado de quatro homicídios na década 1970.

Nesses últimos dias de mandato, a agenda de Lula teve ritmo intenso com viagens para inaugurar obras, cerimônias em Brasília e compromissos em gabinete. Esta semana, o presidente esteve nos estados de Pernambuco, Ceará e Bahia e discursou seis vezes. O mais longo dos discursos, feito em Recife (PE) com 33 minutos de duração, teve tom de despedida e Lula se emocionou. Sem tempo para mais viagens, ontem (30) presidente inaugurou, de Brasília, três obras em diferentes estados.

Amanhã (1º), o dia de Lula terá uma rotina bem diferente daquela dos últimos oitos anos. Após transmitir a faixa presidencial para Dilma Rousseff, ele e dona Marisa retornam para São Bernardo do Campo (SP), onde Lula começou sua trajetória como sindicalista. Na cidade, uma festa está sendo preparada para recepcioná-lo. Antes, o casal visita, no Hospital Sírio-Libanês, José Alencar, que esteve ao seu lado como vice-presidente nos oito anos de governo.

Edição: Talita Cavalcante

Leia também:

Ex-ativista político na Itália, onde foi condenado à prisão perpétua, Battisti nega acusações Lula pode definir a qualquer momento sobre futuro de Battisti Transmissão ministerial começará durante festa de Dilma no Itamaraty Sinto prazer em dizer que a autoestima do povo brasileiro aumentou, diz Lula