Lula reúne-se com ministros, após visitar Brasília Teimosa

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 10 de janeiro de 2003 as 23:37, por: cdb

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva acaba de chegar ao Hotel Atlante Plaza, onde ele e sua equipe ministerial pernoitarão. Hoje à noite, ele terá uma reunião reservada com os ministros para avaliar as visitas feitas durante o dia, como parte da programação da Caravana do Semi-Árido.

A comitiva esteve pela manhã em Teresina (PI) e à tarde, em Recife (PE). Eles estiveram na favela Brasília Teimosa, que fica na periferia da capital pernambucana, à beira mar. A caravana segue amanhã para Itinga, cidade do Vale do Jequitinhonha (MG).

Multidão eufórica cerca Lula em favela do Recife

A visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de 30 dos seus ministros à favela Brasília Teimosa, na capital pernambucana, foi marcada pelo tumulto e a euforia dos moradores. A favela foi a segunda escala da viagem que a comitiva iniciou na manhã de hoje para ver de perto localidades de miséria no país, uma promessa de campanha do novo presidente que foi colocada em prática nos primeiros dias de seu governo.

A agitação foi grande desde a chegada de Lula à favela. Os moradores se aglomeraram nas estreitas ruelas de Brasília Teimosa para tentar chegar perto do presidente. Lula entrou no local dentro de um ônibus, acompanhado pelos ministros, e rapidamente foi cercado pela população.

A comitiva enfrentou forte dificuldade para chegar até a beira-mar, onde estão erguidas as palafitas visitadas pelo grupo. O presidente desceu do ônibus, foi rodeado pelos moradores, e caminhou até o local das casas erguidas sobre o mar.

Lula visitou a palafita de dona Erinalda Maria da Silva, que vive há seis anos no local. Atualmente desempregada, ela pediu ao presidente que lute pelos brasileiros mais carentes, especialmente por aqueles que não possuem moradias dignas para viver. “Ele foi super atencioso comigo, e disse que vai lutar por todos os mais carentes de Recife, e não apenas por Brasília Teimosa”, revelou.

Dona Erinalda aproveitou a ilustre visita para também cobrar do presidente três ações imediatas de seu governo: o combate à fome e à miséria, a geração de empregos, e a oferta de moradias dignas para a população. Bastante emocionada, ela disse que só acreditou na visita de Lula quando ele despontou perto de sua casa, cercado pela multidão que insistia em acompanhá-lo. “Foi lindo, muito bom”, resumiu.

O presidente caminhou por algumas ruelas da favela seguido pelos ministros, que aproveitaram a visita para conversar com moradores e observar as precárias condições de vida nas casas construídas sobre o mar. Grande parte das palafitas está ameaçada de desabamento, e muitas delas já foram reerguidas após serem destruídas nos períodos de maré alta. O ministro da Integração Nacional, Ciro Gomes, disse que a visita de Lula confirma o compromisso de mostrar aos seus auxiliares diretos em que condições vivem milhares de brasileiros.

“Ele resgata o compromisso ao trazer o seu Ministério para ver em que situação de indignidade irmãos e irmãs nossos estão obrigados a viver”, disse.

Já o ministro da Fazenda, Antônio Palocci, afirmou que a visita de Lula poderá fazer com que os ministros direcionem suas principais ações ao combate às desigualdades sociais do país.

“É uma decisão muito acertada começar um governo visitando as parcelas mais frágeis do nosso país, para que a gente tenha sempre em conta , em cada ato que a gente for realizar, que é preciso olhar as dificuldades, as estruturas e os programas públicos, mas sempre olhar as pessoas que mais precisam do nosso apoio”, enfatizou.

Na avaliação de Antônio Palocci, mesmo os Ministérios da área econômica devem enfocar em seus projetos as reais necessidades dos brasileiros mais carentes. “Não existe governo que possa dar certo sem ouvir aquilo que a população mais sente, mais precisa, mais espera de nós”, ressaltou.

Ele defendeu, ainda, que o presidente Lula continue promovendo a visita dos ministros a outras localidades pobres do país, uma vez que considera fundamenta