Lula promete à população de Parintins o fim dos apagões

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 28 de junho de 2003 as 19:56, por: cdb

O prefeito de Parintins, Enésio Gonçalves, entregou ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva um abaixo assinado reivindicando a instalação de uma linha de transmissão da Hidrelétrica de Tucuruí para abastecer a energia da cidade.

Ao receber o documento, Lula disse “ainda não lí, mas gostei”. Ele assinalou que a energia é um direito básico de qualquer cidadão e, que por isso, não há o que questionar.

– Temos clareza que algumas coisas são tão elementares que a gente não tem que fazer promessa. Tem que executar. Chegou a hora das pessoas mais humildes andarem de cabeça erguida. Chegou a hora das pessoas poderem tomar, se quiserem, um banho quente mesmo numa cidade que faz tanto calor como aqui em Parintins.

O presidente anunciou à população investimentos para ampliar o número de geradores da termelétrica que abastece a cidade.

Essa semana a ministra de Minas e Energia, Dilma Rousseff e o ministro do Turismo, Walfrido Mares Guia, investiram R$ 2,2 milhões no aumento da capacidade instalada da termelétrica, que funcionava precariamente nos últimos 10 anos, com constantes apagões.

– Agora quando terminar o Festival de Parintins, não terá apagão na cidade – afirmou Lula, numa referência à queda de energia que acontecia sempre após o Festival de Parintins, quando a potência alcançava o seu pico.

O governador do Amazonas, Eduardo Braga, anunciou também que a Eletrobrás comunicou ontem investimentos de R$ 50 milhões para distribuição de energia nos municípios mais pobres do estado.

Em seu discurso, Lula da Silva fez referência à caravana da cidadania que percorreu, via rio Amazonas, durante 14 dias, várias cidades ribeirinhas e que por isso ele conhece bem a situaçâo da região amazônica.