Lula não pretende mudar seu esquema de segurança particular

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 20 de junho de 2003 as 21:02, por: cdb

Mesmo abalado com a morte do subtenente do Exército, Alcir Tomasi, baleado na noite da última quarta-feira, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não pensa em rever o seu esquema pessoal de segurança.

Durante entrevista coletiva realizada há pouco na Embaixada Brasileira em Washington, Lula disse que o problema da falta de segurança no Brasil não é prerrogativa sua, mas de toda a população.

– O problema não é tratar da minha segurança pessoal ou da minha família. Eu acho que o problema é cuidar da segurança de homens e mulheres do Brasil – disse Lula.

O presidente disse que o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos, tem consciência da necessidade de uma intervenção do governo na segurança pública com ações mais efetivas e inteligentes, já que em muitos momentos a própria polícia brasileira não foi preparada para enfrentar o crime organizado da forma em que se encontra hoje no Brasil.

– Essa é uma questão nacional, que nós vamos ter que levar em conta, com envolvimento dos estados e das cidades, para que a gente possa diminuir a violência em nosso país – enfatizou.

Lula aproveitou a entrevista para dar pêsames à família do subtenente, e disse que recebeu a notícia da morte com muita tristeza.

– Não é possível que a gente não possa ter tranqüilidade às oito horas da noite em alguns lugares do mundo e em alguns lugares do Brasil – desabafou.