Lula lança Política da Igualdade Racial sem improvisos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 20 de novembro de 2003 as 15:46, por: cdb

Provavelmente para evitar declarações de impacto, como as últimas que fez em Campina Grande, na Paraíba, quando classificou de covarde o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva evitou falar de improviso na solenidade comemorativa ao Dia Nacional da Consciência Negra, na Serra da Barriga, onde existiu o Quilombo dos Palmares.

Lula leu um longo discurso sobre Zumbi dos Palmares e destacou alguns pontos das iniciativas do seu Governo para acabar com a discriminação racial. Mas em momento algum o presidente abandonou o texto para falar de improviso.

No Quilombo dos Palmares, o presidente disse que se sentia ‘de alma lavada’ ao saldar uma antiga dívida com o País, referindo-se à Política Nacional de Igualdade Racial, oficializada nesta quinta-feira, em Alagoas.

O presidente anunciou, no seu discurso, a decisão de regularizar as terras dos remanescentes dos Quilombos dos Palmares. Disse que, das 743 famílias remanescentes de quilombos mapeados pelo Governo, apenas 36 tinham suas terras regularizadas. Prometeu, no seu Governo, regularizar uma parte dessas terras.