Lula é um dos favoritos ao Nobel da Paz

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 19 de setembro de 2003 as 14:05, por: cdb

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva está entre os favoritos ao Prêmio Nobel da Paz de 2003, disse nesta sexta-feira o diretor do Instituto Internacional para a Pesquisa da Paz, o norueguês Stein Tonnesson. O diretor do instituto Nobel, Geir Lundestad, revelou que já há 165 personalidades e instituições propostas para o Prêmio.

Entre as candidaturas confirmadas estão as de Jacques Chirac, Bono Vox, Tony Blair, George W. Bush, Hans Blix, a União Européia, a Cruz Vermelha, Hamid Karzai, o Papa João Paulo II e a força de paz norte-americana.
Em princípio, o Comitê Nobel deveria tomar uma decisão dentro de 10 dias, em uma reunião cercada de um forte caráter de sigilo, mas poderá adiar a escolha definitiva até o próximo dia 10 de outubro, quando deve anunciar o nome do eleito.

Lula ocupa um lugar de destaque nas preferências do Comitê por sua luta contra as desigualdades sociais na América do Sul, tema considerado fundamental, disse hoje Tonnesson. Além disso, o diretor do Instituto revela que Berge Furre, integrante do Comitê Nobel da Paz, é um grande admirador do presidente brasileiro.

O pesquisador citou também o dissidente iraniano Hashem Aghajari, que está preso no seu país, por suas tentativas de reformar o regime teocrático no Irã, e a organização humanitária católica Santo Egídio, cuja candidatura foi apresentada pelo bispo sul-africano, Desmond Tutu, como fortes candidatos ao Nobel. A Santo Egídio tem a seu favor sua contribuição ao processo de paz em Moçambique e seu trabalho na luta contra a Aids.

O diretor do instituto norueguês acha pouco provável que o Comitê premie o trabalho da UE, apesar das candidaturas consecutivas dos últimos anos. O Comitê Nobel norueguês é composto por cinco membros escolhidos pelo Parlamento do país.