Lula diz que política econômica precisa ser aprimorada

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 11 de novembro de 2006 as 11:31, por: cdb

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmouque não é preciso mudar a política econômica na sua “essência”. O que precisa ser feito, segundo ele, é “aperfeiçoá-la, aprimorá-la”.

Em entrevista à imprensa, Lula disse que, no  segundo mandato, o governo não vai abrir mão da responsabilidade econômica e fiscal.

– Porque, se nós agirmos de forma irresponsável, aquilo que a gente pensa que vai ser um sucesso, vai ser um fracasso, ou seja, nós já tivemos muitas experiências no Brasil. Quem tem a minha idade já acordou muitas vezes com mágicas na economia, que não deram certo depois – explicou.

– Nós vamos crescer com responsabilidade. Vamos continuar controlando a inflação e vamos manter a responsabilidade fiscal, porque o Brasil precisa arcar com seus compromissos. É essa seriedade que vai nos dar condições de ter um ciclo de crescimento – disse ele.

Ao ser indagado sobre cortes de gastos em seu próximo mandato, Lula respondeu: “Esse discurso já está meio batido, porque todo mundo fala em corte de gastos. Acontece que tem pouco onde cortar. Nós temos é que saber que, ao invés de ficar falando apenas em cortar, temos de falar em como fazer esse país produzir. É disso que nós precisamos”.

Logo depois de participar de reunião do Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas, o presidente disse aos jornalistas para não perderem tempo perguntando neste momento quem fica ou quem sai do governo.

– Neste momento, estou preocupado em aprofundar durante todo esse mês de novembro os investimentos que nós precisamos fazer, o processo de desoneração que precisamos fazer, porque eu quero começar o ano com as soluções prontas e com as coisas funcionando bem. Depois, é que vou pensar na questão do governo – afirmou.