Lula diz que Brasil está disposto a ajudar a Bolívia a superar crise política

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 15 de outubro de 2003 as 19:47, por: cdb

O Brasil está disposto a ajudar a Bolívia a superar a forte crise política instalada no país. Antes de embarcar para visita oficial à Argentina, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva garantiu que o Brasil vai fazer “tudo o que for considerado útil” para ajudar os bolivianos a encontrarem uma solução pacífica e legal para superar, o mais rápido possível, a crise.

Por intermédio do porta-voz da Presidência, André Singer, Lula disse que o momento de instabilidade na Bolívia continua a merecer “a maior atenção” tanto de sua parte como de todo o governo brasileiro. “O presidente acredita que as necessárias mudanças na América do Sul devem realizar-se por meio do diálogo e das instituições democráticas”, ressaltou Singer.

O porta-voz também revelou que o ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, conversou hoje por telefone com o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), César Gavíria, com a ministra das Relações Exteriores da Espanha, Ana Palácios, e com o ex-presidente boliviano, Jaime Paz Zamora, para discutir a situação no país vizinho.

Hoje ocorreram novos confrontos entre manifestantes e a polícia boliviana. Mais de 60 pessoas já morreram como conseqüência dos conflitos que tiveram início há cerca de um mês. Esta semana, porém, os confrontos nas ruas aumentaram, e os manifestantes exigem a renúncia do presidente Gonzalo Sánchez de Lozada, que até o momento se mantém sitiado no Palácio do Governo boliviano sob forte esquema de segurança.