Lula diz que Brasil e Argentina devem ser parceiros

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 27 de janeiro de 2005 as 14:42, por: cdb

– A América do Sul e o Mercosul não serão os mesmos se Brasil e Argentina não se entenderem e não tiverem solidamente uma política de ação conjunta para passar confiança aos outros países – disse nesta quinta-feira o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao discursar para uma platéia composta por ministros, estudantes e organizações de diversos países no 5º Fórum Social Mundial.

Segundo o presidente, se depender de alguns setores da tecnocracia dos dois países, o Brasil não terá uma relação com a Argentina.

– É por isso que estamos fazendo parcerias como nunca foi feito com a Argentina, através de uma ação propositiva do governo brasileiro e do presidente
Kirchner – afirmou.

Lula também criticou o tempo em que o Brasil só “olhava” para a Europa e para os Estados Unidos, afirmando que essa postura colocava o país de costas para a América do Sul e para a África.

– É importante saber que todos os países da América do Sul tinham, há pouco tempo, uma subordinação ao chamado mundo desenvolvido. E nós resolvemos estabelecer entre nós uma relação de confiança política de complementaridade, definindo a tese de que não basta a
integração dos discursos, a integração passa por políticas concretas – acrescentou.

Lula disse que, mesmo sendo um país pobre, o Brasil financia, por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), parcerias para o desenvolvimento de países da América do Sul.

O presidente brasileiro comentou ainda a atenção dada pelo Brasil ao continente africano e as parcerias firmadas com os árabes e com grandes países como a Índia e a China.

– Temos que mostrar que na América do Sul não somos seres inferiores, temos condições de competir em igualdade.