Lula discute com Duhalde criação de banco sul-americano

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 1 de fevereiro de 2005 as 21:00, por: cdb

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva discutiu nesta terça-feira com a autoridade máxima do Mercosul, o argentino Eduardo Duhalde, a criação de um banco sul-americano para financiar obras públicas, como forma de melhorar os mecanismos de integração regional.

– O presidente Lula pediu ao chanceler (Celso) Amorim e a mim que trabalhemos sobre a Corporação Andina de Fomento e os bancos da região para vermos se neste ano podemos constituir a comunidade ou o banco financeiro para todos os países sul-americanos – declarou Duhalde depois do encontro.

O ex-presidente argentino, atual presidente da Comissão de Representantes Permanentes do Mercosul, afirmou que durante os próximos dois meses visitará os países que em dezembro lançaram a Comunidade Sul-americana de Nações, com o objetivo de dar forma a seu funcionamento.

Naquela ocasião, Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela deram início à chamada Comunidade Sul-americana, em cuja estruturação também está trabalhando Duhalde, ao lado das autoridades da Comunidade Andina de Nações (CAN).

O Mercosul é composto por Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai, e tem como membros associados o Chile e os países da CAN, integrada por Bolívia, Equador, Peru e Venezuela.
Duhalde foi recebido por Lula no Palácio do Planalto em Brasília, onde permanecerá até quarta-feira para manter reuniões com os ministros da Cultura, Gilberto Gil, e da Fazenda, Antonio Palocci, entre outras autoridades.