Luizianne pede isonomia de tratamento com SP

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 11 de janeiro de 2005 as 14:29, por: cdb

A prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), disse há pouco que vai pedir hoje ao ministro da Coordenação Política, Aldo Rebelo, que seja dado ao seu município o mesmo tratamento dado a São Paulo quanto à dívida. “Em geral era para ter um tratamento melhor do que São Paulo”, disse, referindo-se ao fato de o prefeito de São Paulo ser de outro partido, do PSDB. A prefeita,que participou pela manhã da posse do novo diretor da Agência Nacional de Transporte Terrestre, José Airton Cirilo, disse que vai conversar com Rebelo e pedir toda ajuda possível do governo federal.

A estimativa de Luizianne é de que a dívida de curto prazo da prefeitura chegue a R$ 400 milhões. “Precisamos de mais ajuda do que São Paulo, mas já ficaremos satisfeitos se tivermos a mesma ajuda”, afirmou a prefeita. Segundo ela, 15% do orçamento da prefeitura estão comprometidos com a folha de pagamento de dezembro, que está atrasada, e cerca de R$ 40 milhões que entrarão no caixa da prefeitura, provenientes do Fundo de Participação dos Municípios e do ICMS serão destinados ao pagamento de servidores. A prefeita pretende ainda renegociar com a Petrobras uma dívida de R$ 2 milhões, referente ao fornecimento de gasolina, que foi cortado, por falta de pagamento. Ela está preocupada também com o fornecimento de material para a produção de asfalto, necessário para a “Operação Tapa Buraco”, uma das principais bandeiras de sua campanha à prefeitura. A proposta da prefeita é pagar a Petrobras regularmente e renegociar o que está devendo. Segundo ela, não há condições de aceitar a proposta da estatal de pagamento de metade da dívida. “Não temos dinheiro em caixa”, disse. Além do ministro Aldo Rebelo, a prefeita deverá ter audiências nos ministérios das Cidades e da Cultura.