Luis Fabiano ainda é dúvida

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 15 de junho de 2003 as 11:09, por: cdb

O técnico Carlos Alberto Parreira disse neste domingo que o atacante Luis Fabiano teve uma melhora acentuada nas dores sofridas na coxa direita e poderá estar pronto para a estréia na Copa das Confederações, contra Camarões, na próxima quinta-feira.

Só que há uma condição: o jogador são-paulino precisa treinar normalmente na terça e na quarta-feira. Se não estiver com 100% das suas condições, perderá a vaga no time titular para Adriano, do Parma.

– O Luis nós vamos aguardar. Se ele fizer os últimos dois treinos da semana, a gente pode até pensar em começar o jogo com ele – explicou Parreira.

– O doutor (José Luís Runco) disse que houve uma melhora acentuada, vamos aguardar. Músculo é sempre uma coisa complicada, imprevisível. Na terça ele vai ser liberado, vamos aguardar e torcer para ver se ele está bem – acrescentou.

No treino coletivo deste domingo de manhã, Adriano ocupou a posição de titular. Luis Fabiano seguiu no hotel fazendo tratamento.

– O importante é que o Adriano está se enturmando, com confiança. Desde a primeira vez que eu o vi jogar, ainda no Flamengo, gostei dele. Sempre que entra faz gol, participa, tem agressividade com a bola e tem boa qualidade tecnicamente – elogiou Parreira.

Adriano tem idade para participar da seleção olímpica e foi um dos únicos seis jogadores convocados por Parreira em todas as oportunidades desde que o treinador reassumiu a seleção principal do Brasil.

A oportunidade de jogar contra Camarões na estréia ganha ainda mais importância para Adriano e Luis Fabiano porque o treinador já indicou sua intenção de formar um time titular para toda a Copa das Confederações. Depois de iniciada a competição, o Brasil praticamente não fará mais treinos, e posições só sofrerão mudanças de acordo com o desempenho em campo.

– A gente vai competir com uma equipe só, mas evidentemente vou estar atento. Quanto mais puder usar como um laboratório, melhor… mas sem desvirtuar a equipe – destacou Parreira.