Lúcia Vânia anuncia audiência pública conjunta de três comissões para debater energia nuclear 

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 22 de março de 2011 as 15:40, por: cdb

A senadora Lúcia Vânia (PSDB-GO) anunciou nesta terça-feira (22) que as Comissões de Serviços de Infraestrutura (CI), de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática (CCT) e a do Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA), realizarão audiência pública nesta quarta-feira (23), a partir das 9h, para debater a questão da energia nuclear no Brasil.

– Se o Japão, dotado de alta tecnologia e acostumado a enfrentar grandes desastres naturais, está tendo dificuldades para contornar o problema da usina nuclear de Fukushima, eu me pergunto: será que estamos mesmo preparados para lidar com um eventual acidente nas usinas de Angra dos Reis? – questionou.

Lúcia Vânia disse que, para esta audiência pública, foram convidados o presidente da Eletronuclear, Othon Luiz Pinheiro da Silva, e o professor Laércio Lavinhas, da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN). Ela acrescentou que, à tarde, haverá um desdobramento da audiência para novo debate com a presença dos professores da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Luiz Pinguele Rosa e Aquilino Senra Martinez.

A senadora assinalou que essa audiência será apenas o início de um debate que será ampliado no Congresso Nacional para que algumas questões encontrem respostas. Ela lembrou que o Plano Nacional de Energia Nuclear prevê a construção de mais quatro usinas nucleares até 2030.

– Queremos informações sobre o sistema de segurança, tanto do ponto de vista técnico das usinas Angra 1 e Angra 2 e, mais especificamente, quanto à segurança da população circunvizinha a Angra dos Reis – disse a senadora.

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) disse, em aparte, que se preocupa com a segurança da central nuclear de Angra dos Reis, pois as chuvas interditaram a única saída (rodovia Rio-Santos) e isolaram a cidade por repetidas vezes. Ele sugeriu que, após o debate, seja formada uma comissão externa para examinar as condições da cenbtral in loco.

Da Redação / Agência Senado