Lobby do cigarro apóia adversário de Bloomberg em Nova York

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 26 de janeiro de 2005 as 04:15, por: cdb

Adversários das medidas antifumo implantadas pelo prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, doaram milhares de dólares a um democrata que deve se candidatar à prefeitura neste ano, quando Bloomberg tentará a reeleição.

O editor da revista “Cigar Aficionado“, Marvin Shanken, conseguiu mais de US$ 27 mil em doações de campanha para o democrata Fernando Ferrer, ex-administrador regional do Bronx, segundo o gabinete do pré-candidato.

O dinheiro veio de doadores como Edgar Cullman Jr., executivo-chefe da “General Cigar”, em Nova York, e de executivos de fábricas de tabaco como a “Altadis” e a “Holt’s”.

As restrições ao fumo na cidade entraram em vigor há quase dois anos. Desde então, é proibido fumar em todos os locais de trabalho, inclusive bares e restaurantes. A lei, naturalmente, é malvista pelas indústrias do setor e por muitos donos de bares, mas as pesquisas mostram que ela tem a aprovação da maioria do eleitorado.

Na época em que a proibição foi implantada, Ferrer afirmou que a lei não iria longe. Uma porta-voz de Ferrer disse agora que as doações são resultados de uma forte aliança, e não uma campanha para revogar a lei.