Livro revela que Hugo Banzer participou da Operação Condor

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 20 de agosto de 2001 as 13:22, por: cdb

A biografia não-autorizada do ex-presidente da Bolívia, Hugo Banzer, ‘El dictador elegido’, escrita pelo jornalista argentino Martín Sivak, provocou polêmica no país onde 3.000 exemplares se esgotaram em um tempo recorde de uma hora.

Banzer, um general na reserva que foi ditador entre 1971 e 1978, chegou à presidência por via democrática em 1997, mas renunciou a 6 de agosto passado por causa de um câncer pulmonar a um ano de concluir seu período constitucional.

Com propaganda em todos os jornais do país, o livro de Sivak inclui como novidades dois documentos onde “se reconfirma a participação de Banzer” na Operação Condor.

A operação era um plano de repressão e extermínio de opositores políticos coordenado entre as ditaduras latino-americanas dos anos 70.

Na semana passada, Banzer viajou a Washington, nos Estados Unidos, para retomar seu tratamento, deixando em seu lugar na presidência Jorge Quiroga.

Em 1971, o então coronel Banzer deu um golpe de Estado e governou durante sete anos.

Há quatro anos, conseguiu ser eleito presidente constitucional por um período de cinco anos, dos quais cumpriu apenas quatro.