Lideranças de Canoas conhecem experiência referência em conteinerização

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 28 de março de 2012 as 15:46, por: cdb

Os avanço técnicos, sociais e ambientais da experiência da Companhia de Desenvolvimento de Caxias do Sul (CODECA) na coleta automatizada de resíduos sólidos, considerada pioneira no País, despertou interesse nos membros da Comissão de Resíduos Sólidos de Canoas, durante visita técnica realizada na manhã desta quarta-feira, 28. Criada durante as reuniões do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Canoas (Conselhão), essa comissão visa reunir subsídios para a implantação do processo de conteinerização em Canoas. “Queremos um modelo que contemple um processo de começo, meio e fim; e para isso, é muito importante para nós essa experiência”, declarou Cristiane Tietze, representante da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Canoas no CDES e membra dessa comissão.

O grupo foi recebido na sede da empresa pelos gestores da CODECA – o gerente comercial de Comunicação e Marketing, Gilberto Meletti, o gerente do departamento de Limpeza (DLU), Mauro Cavagnolo, e o assessor de Relações Comunitárias, Tiago Tessari. Por meio de uma exposição oral e audiovisual, Melletti apresentou brevemente aos presentes o histórico da empresa e sua trajetória no processo de automatização da coleta, que teve início em agosto de 2007.

Ambiental e Social

Conforme o gerente do departamento de Limpeza (DLU), Mauro Cavagnolo, o processo de implantação desse sistema naquela cidade foi antecedido de um amplo diagnóstico, que envolveu um diálogo direto com a comunidade. Ele explica que a conteinerização envolve uma dimensão cultural, que tem a ver com a informação, mas também com a mediação de interesses. “É um trabalho de convencimento, que precisa considerar também a dimensão social e a viabilidade de gestão”, observa. Os membros da comissão, integrados por técnicos e lideranças da sociedade civil, apresentaram aos gestores da CODECA dúvidas sobre as dificuldades na implementação de um projeto desse tipo em Canoas, em torno de aspectos como localização, periodicidade de coleta e limpeza, apoio da comunidade, entre outros.

Os técnicos da empresa esclareceram que além coleta, existe na cidade projetos de conscientização, como o Catador Legal – que organiza os catadores locais como aliados na implementação do sistema – e o Troca Solidária, que conscientiza a coleta seletiva, por meio da troca de lixo reciclável por alimentos dos agricultores locais. “É um projeto fantástico, que demonstra a possibilidade de organização de um ciclo onde todo mundo ganha”, resumiu o secretário executivo do CDES, Luiz Possebon, que acompanhou o grupo.

Convite

A fim de melhor expor as qualidades do projeto desenvolvido em Caxias do Sul, o secretário executivo do CDES convidou o gerente da CODECA, Gilberto Meletti, para expor pessoalmente essa experiência em Canoas. O gestor aceitou prontamente. “Estamos disposto, na medida que pudermos a contribuir com o nosso conhecimento e experiência no que pudermos”, disse.

AComissão de Resíduos Sólidos do CDES visa contribuir para a qualificação e conscientização na implantação dos contêineres na cidade. Integram essa comissão os conselheiros. Também participaram da visita, como representantes dessa comissão, Alencar Lottici, do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-RS), a presidente da CDL, Ellen Neumann Bittencourt; e o representante do Lions Clube de Canoas, Luiz, Claudio Gonçalves.

A CODECA

Fundada nos anos 70, a Companhia de Desenvolvimento de Caxias do Sul atua nas áreas de limpeza urbana (coleta, varrição e capina), pavimentação e obras, comum quadro funcional de 1.058 pessoas. Atualmente, existem em Caxias do Sul 2,8 mil conteineres instalados (1,4 mil verdes/lixo orgânico e 1,4 mil amarelos/resíduo seletivo). O sistema abrange cerca de 900 quadras na área central e bairros adjacentes. Entre os projetos ambientais e sociais, a empresa realiza uma intensa conscientização, por meio de materiais de divulgação, contemplando também o público infantil. Na semana passada, o CODECA recebeu a certificação ISO 9001.

 

Crédito da notícia: Ronaldo M. Botelho