LÍDER DA CGT RATIFICA PARALISAÇÃO GERAL NA ARGENTINA

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 25 de junho de 2012 as 12:54, por: cdb

BUENOS AIRES, 25 JUN (ANSA) – O líder da Confederação Geral do Trabalho (CGT) da Argentina, Hugo Moyano, ratificou hoje uma greve geral e uma marcha que serão realizadas na próxima quarta-feira contra um imposto sobre o salário no país.
   
A paralisação nacional será a primeira promovida pela CGT desde que a família Kirchner assumiu o poder. A última intervenção foi realizada durante a gestão de Fernando de la Rua (1999-2001).
   
Moyano, um ex-aliado do governo de Cristina Kirchner, disse hoje que “não existe forma de revisar a medida” que resultará na realização da greve e da marcha.
   
O ministro do Trabalho da Argentina, Carlos Tomada, por sua vez, disse que este é um tema que esteve na mesa de discussões e que pode ser resolvido “de outras maneiras”. Segundo ele, os protestos parecem uma forma “fraca” e “individualista” de abordar a questão. (ANSA)