Legisladores palestinos aprovam criação do cargo de primeiro-ministro

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 10 de março de 2003 as 17:58, por: cdb

O Conselho Legislativo Palestino aprovou, nesta segunda-feira, a criação do cargo de primeiro-ministro por 64 votos contra três, e quatro abstenções, mas o presidente da Autoridade Palestina, Yasser Arafat, poderá continuar se pronunciando sobre possíveis negociações de paz com Israel.

Antes da votação, Arafat fez um discurso duro, exortando a comunidade internacional a proteger os palestinos das ações israelenses e apelando aos legisladores para aprovar o cargo de primeiro-ministro e a escolha de Mahmoud Abbas para ocupá-lo.

A posse só deve acontecer depois que o Conselho aprovar as responsabilidades do cargo e Abbas nomear um novo Gabinete, um processo que poderia levar mais de três semanas.

Logo após a votação, o negociador-chefe palestino, Saeb Erakat, declarou que Arafat continuaria tendo a palavra final nas negociações com Israel. A participação do premier nessa área tinha sido uma das principais exigências da comunidade internacional.

O primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, recusa-se a negociar com Arafat.

Abbas é secretário-geral da Organização para a Libertação da Palestina (OLP) e membro do movimento Fatah, de Arafat, o maior entre os grupos palestinos.