Lateral Jackson é apresentado e quer ficar marcado no Cruzeiro com títulos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 27 de janeiro de 2012 as 12:43, por: cdb

Lateral Jackson é apresentado e quer ficar marcado no Cruzeiro com títulos

Da Toca II

Diogo Finelli e Rômulo Fegalli

O Cruzeiro apresentou na manhã desta sexta-feira, na Toca da Raposa II, o lateral-direito Jackson. Revelado nas categorias de base do São Paulo, o jogador, que estava no Dallas, dos Estados Unidos, vem por empréstimo de um ano, com opção de renovação por mais três temporadas, conforme explicou o Diretor de Futebol Dimas Fonseca..

“Estou muito feliz por estar aqui no Cruzeiro. Meus planos aqui é conquistar títulos. Pelo São Paulo eu conquistei títulos, no Dallas também. Estou aqui para ajudar o Cruzeiro para ser campeão e se Deus quiser, chegar na Libertadores também”, disse o lateral, que falou um pouco de suas características. “Eu sou um jogador veloz, com potencial para atacar e defender também. Fui muito feliz nos Estados Unidos, jogando no Dallas, e pude usar bem essas características”.
 
Sobre o elenco do Cruzeiro, Jackson disse que ainda não jogou com nenhum dos atletas, mas acredita que isso não será problema. “Por ter ido novo para os Estados Unidos, não tive oportunidade de jogar com eles, mas não vejo problema em me entrosar, porque no Brasil todo jogador já nasce sabendo jogar futebol. Então o mais rápido possível, a gente treinando junto, conseguiremos fazer o que o Cruzeiro espera”.

Da Major League Soccer (MLS), a liga de futebol profissional dos Estados Unidos, Jackson disse que é diferente do futebol no Brasil. “Tem diferença, o futebol lá é bem mais rápido. Ganhei bastante experiência, pude jogar todos os jogos e evolui muito”.
 
Sobre a Torcida, Jackson disse que encontrou alguns cruzeirenses pelas ruas de Belo Horizonte, e que acompanham a MLS e o viram atuar, e agradeceu pela recepção e pelo apoio. Além disso, destacou que quer dar alegrias para a Torcida azul.

“Fiquei muito feliz por ter encontrado alguns torcedores na rua que, logo na primeira vez que tiveram contato comigo, me receberam muito bem. Me viram atuando pelo Dallas e viram meu potencial e ficaram felizes com a minha chegada. Tenho que agradecer e devolver o carinho e mostrar para Torcida que ainda existem laterais que podem dar alegrias”, afirmou.

(Este