Laboratórios de Saúde Pública serão capacitados para melhor gestão da qualidade

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 28 de março de 2011 as 11:05, por: cdb

Da Agência Brasil

Brasília – Cerca de 150 profissionais de Laboratórios Centrais de Saúde Pública (Lacens) de todo o Brasil serão capacitados para se adequarem às regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Essas normas são reconhecidas internacionalmente no que se refere à gestão da qualidade de laboratório que visa a ampliar o reconhecimento dos serviços de inspeção destas unidades.

Em Brasília, o encontro tem início hoje (28) e segue até amanhã (29) no auditório do Lacen. A iniciativa é promovida pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), por meio do Projeto de Apoio à Inserção Internacional de Pequenas e Médias Empresas Brasileiras (PAIIPME), e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Segundo a diretora da ABDI Maria Luisa Leal, empresas de medicamentos fazem parte de um dos mercados que mais crescem no mundo. “Precisamos contar com serviços de inspeção internacionalmente conhecidos e fazer com que todos os Lacens estejam qualificados para exercerem um serviço de qualidade”, diz.

O projeto também tem o objetivo de monitorar o produto quando já está à disposição do consumidor. “A chamada vigilância pós-mercado consiste em acompanharmos o produto quando já está à disposição do consumidor. Por exemplo, fazemos a inspeção dos medicamentos nas fábricas, mas não sabemos em que condições de armazenamento eles se encontram no comércio, para a compra do consumidor”, explica a diretora da Anvisa Maria Cecília Brito.

O PAIIPME é fruto de um acordo de cooperação entre o Brasil e a União Europeia. Cerca de 44 milhões de euros estão sendo investidos em ações por meio de parcerias com entidades nacionais, setoriais e locais, públicas e privadas. O acordo visa a inserção competitiva das pequenas e médias empresas (PME) brasileiras no mercado europeu.

Depois de Brasília, os encontros de capacitação seguem para Manaus (AM), Fortaleza (CE), Recife (PE) e Rio de Janeiro (RJ). O projeto segue até o dia 14 de abril.

 

Edição: Lílian Beraldo

ABNTAnvisaLacensSaúdegestãomedicamentosqualidade