‘Kubanacan’ é a primeira do ranking da baixaria na TV

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado segunda-feira, 17 de novembro de 2003 as 21:26, por: cdb

Pela primeira vez, uma novela encabeça o ranking da baixaria na TV. A novela “Kubanacan”, exibida pela Rede Globo, foi a campeã na apuração das 1.135 denúncias recebidas pelos organizadores da campanha “Quem financia a baixaria é contra a cidadania”, no período de 24 de setembro a 12 de novembro.

Apelo sexual, inicitação à violência e horário impróprio também foram atribuídas a “Celebridades”, outra novela da Globo, que aparece em terceiro lugar na lista. Em segundo está o “Domingo Legal”, do SBT, por apologia ao crime e desrespeito aos valores éticos.

Este é o quinto ranking divulgado pela campanha, iniciada há um ano, e traz os dez piores programas de TV. Para o coordenador da campanha, o deputado Orlando Fantazzini (PT-SP), a novela disparou na pesquisa porque é exibida em horário que a família está reunida. “O grande apelo sexual da novela tem constrangido tanto os adultos e jovens.”

A entrevista forjada com integrantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) exibida no “Domingo Legal”, fez com que o programa subisse no ranking da baixaria, avalia Fantazzini. O programa foi, por duas vezes, o campeão da baixaria e, na pesquisa anterior, caiu para a terceira posição.

A repercussão da “entrevista”, diz o deputado, só não foi pior porque a população acompanhou a decisão judicial. “O programa ficou fora do ar por um domingo e o apresentador Gugu Liberato responderá por processo criminal”, lembra.

A última lista dos piores programas continua, na seguinte ordem, com o “Programa do Ratinho” (SBT), “Mulheres Apaixonadas” (Globo), “Casseta e Planeta” (Globo), “João Kléber” (Rede TV), “Malhação” (Globo), “Hora da Verdade” (Band) e “Domingão do Faustão” (Globo). As principais queixas da população são contra o apelo sexual, a incitação à violência, a exposição das pessoas ao ridículo e discriminação.