Kofi Annan reclama ao G8 maiores esforços para combate à miséria

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 1 de junho de 2003 as 13:57, por: cdb

O secretário-geral da ONU (Organização das Nações Unidas), Kofi Annan, reclamou neste domingo dos representantes dos países mais poderosos do mundo, reunidos na Cúpula do G8, e pediu a eles que façam maiores esforços para combater a miséria no mundo, que, ao invés de ter se reduzido, aumentou na África, América Latina e Europa.

– A proporção de pessoas vivendo na miséria aumentou na América Latina, na África Subsaariana, na Europa Central e Oriental e na Comunidade de Estados Independentes (ex-União Soviética) – diz Annan, segundo texto de seu discurso, divulgado antecipadamente.

Para lutar contra esta crescente miséria, o chefe da ONU pede aos líderes dos países mais ricos do planeta que apoiem os esforços dos países em desenvolvimento. Para isso, devem melhorar o acesso destes países aos mercados mundiais, o que requer uma redução dos subsídios agrícolas e a eliminação das barreiras alfandegárias.

– O alívio da dívida dos países pobres deve ser mais importante e mais rápido, assim como a ajuda pública ao desenvolvimento deve ser de melhor qualidade para permitir a estes países que procedam às reformas necessárias – diz Annan.