Kirchner vem ao Brasil em 15 dias

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 30 de maio de 2003 as 01:13, por: cdb

O ministro das Relações Exteriores da Argentina, Rafael Bielsa, disse em entrevista no Itamaraty, que o novo presidente, Néstor Kirchner, virá ao Brasil nos próximos 15 dias.

O ministro disse também que a tarefa de integração Brasil e Argentina é “muito mais de homens trabalhando do que de grandes anúncios”.

Ele afirmou que as coincidências são maiores do que as diferenças existentes entre os dois países e isso facilita a união dos governos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e do presidente Kirchner.

Bielsa disse ainda que tanto o Brasil quanto a Argentina têm que lutar para romper a idéia de que a viabilização do Mercosul seria contrária à da Alça. Outro ponto comum entre os dois países, ressaltado pelo chanceler da Argentina, foi a necessidade de reformulação do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

O chanceler brasileiro, embaixador Celso Amorim, que também participou da entrevista e se pronunciou a respeito da relação Brasil e Argentina.

– O momento atual, para Brasil e Argentina, é verdadeiramente único para a viabilização de oportunidades e também para a construção de um destino comum – disse Amorim