Kirchner gera polêmica na Argentina

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 29 de maio de 2003 as 09:21, por: cdb

Três dias após ter assumido o poder, o presidente da Argentina, Néstor Kirchner, gerou polêmica ao demitir e aposentar o comandante do Exército, tenente-general Ricardo Brinzoni, e empossar imediatamente o seu sucessor, o general Roberto Bendini.

A pressa de Kirchner, segundo assessores, ocorreu porque o presidente já queria ter o novo representante militar na manhã desta quinta-feira, durante as comemorações oficiais do Dia do Exército.

Além de Brinzoni, cerca de 20 generais foram retirados da cúpula da instituição. Ainda nesta semana, o presidente argentino deve assinar a demissão e a aposentadoria de outros 30 militares do comando da Marinha e da Aeronáutica.