Kassab “ovacionado” na festa de SP

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 25 de janeiro de 2012 as 16:05, por: cdb

Por Altamiro BorgesO prefeito Gilberto Kassab, que já não estava bem nas pesquisas antes da desastrosa operação “dor e sofrimento” na Cracolândia, decidiu abusar da sorte e se deu mal. Após participar de uma missa em comemoração aos 458 anos da cidade de São Paulo, realizada na Catedral da Sé, a sua comitiva passou por uma manifestação de protesto e foi “ovacionada”. Seu carro foi alvo de muitos ovos!No local ocorria o ato “Basta de trevas na Luz e em São Paulo”, liderado por diversas entidades contra a repressão na Cracolândia e em solidariedade às vítimas da PM de Geraldo Alckmin no Pinheirinho, no interior paulista. Sem qualquer tato político ou numa típica provocação, a comitiva oficial tentou furar o bloqueio dos manifestantes e foi atingida, segundo relato da Agência Estado:O pior prefeito e o matador“Iniciada às 8 horas, a manifestação foi pacífica até por volta das 9h30, quando o prefeito Gilberto Kassab saiu da Catedral da Sé… Os policiais militares começaram a atirar bombas de efeito moral nos manifestantes, deixando uma ferida, segundo o grupo organizador… Após o tumulto, os manifestantes seguiram em passeata em direção à sede da Prefeitura, no Viaduto do Chá”.Em frente à prefeitura, segundo relato da Folha online, cerca de 400 pessoas gritaram palavras de ordem contra Kassab, “o pior prefeito da história da cidade”, e contra o governador Geraldo Alckmin, apelidado de “o matador”. Os protestos deverão render enorme gritaria da mídia, que já acusa os manifestantes de vândalos e irresponsáveis.TV Globo foi alvo do protestoÉ possível que algum ativista tenha exagerado na dose, mas não se deve descontextualizar o episódio. Nos últimos dias, São Paulo foi abalado por cenas de violência na Cracolândia e no Pinheirinho, em operações policiais desastrosas e desumanas. Além disso, pesquisas de opinião confirmam a vertiginosa queda de popularidade do prefeito Kassab. Sua gestão é considerada um desastre.Num primeiro momento, o staff do prefeito até foi cauteloso. Kassab saiu pelos fundos da Catedral da Sé para evitar o confronto. Na sequência, porém, ele pisou na bola ao passar com a comitiva de carros oficiais pelos manifestantes. Deu no que deu! Parte das 800 pessoas presentes no protesto, segundo a contagem da CET, extravasou a sua revolta e foi dispersa com gás de pimenta pela PM. Até uma equipe da TV Globo que estava no local foi alvo dos protestos. Por que será?