Kanaan renova contrato até 2008

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sexta-feira, 31 de outubro de 2003 as 20:39, por: cdb

A equipe Andretti Green anunciou nesta sexta-feira a prorrogação do contrato com o brasileiro Tony Kanaan até 2008. Portanto, o piloto baiano continua na IRL IndyCar Series, na equipe comandada por Michael Andretti, por mais cinco anos.

“Estou realmente muito contente com a extensão do contrato. É o que eu queria e vou poder continuar trabalhando com pessoas excepcionais. Estou extremamente feliz e ansioso para vencer no futuro com a Andretti”, explicou Kanaan, que estreou este ano na categoria e conquistou uma vitória, três poles e terminou nove vezes entre os cinco primeiros em 16 provas este ano – foi o quarto colocado na temporada, com 476 pontos (contra 507 do campeão, o neozelandês Scott Dixon).

Em setembro do ano passado, Kanaan havia assinado um contrato de dois anos com a equipe, mas seu excelente desempenho logo na sua temporada de estréia deixou os dirigentes da equipe confiantes de que o brasileiro ainda pode dar muitas alegrias para a equipe.

“Fiquei contente em poder anunciar que o Tony vai ficar com a gente por mais alguns anos”, disse Michael Andretti, proprietário do time junto com Kim Green e Kevin Savoree. “Ele é o tipo de cara que um monte de gente gostaria que corresse em sua equipe. Sempre está motivado e dá 100 por cento da sua vontade em todos os momentos”, completou o ex-piloto.

Kanaan, de 28 anos, de qualquer maneira já faz parte da história da Andretti Green e também da fábrica japonesa Honda, que fornece os motores para o time. Em março, nas 200 Milhas de Phoenix, segunda etapa da temporada 2003 da IRL, o piloto brasileiro venceu pela primeira vez na categoria, logo, também a primeira vitória da Andretti e da Honda, ambas estreantes.

“Em 2002, o Michael (Andretti) demonstrou muita confiança no meu potencial quando me chamou para correr, mesmo sabendo que não tinha sido um ano bom, como eu gostaria. Eu acho também que correspondi às expectativas”, explicou Kanaan que ainda lembrou da importância da Honda nos seus resultados.

“A Honda também me forneceu sempre o melhor que pôde, inclusive briguei até o fim pelo título e eles não deixaram de ajudar a gente em nenhum momento da temporada”, disse o brasileiro, que também conseguiu a terceira colocação nas 500 Milhas de Indianápolis, a mais tradicional prova do automobilismo norte-americano, corrida vencida por Gil de Ferran, com Hélio Castroneves em segundo lugar.

Kanaan acredita que dá para fazer ainda melhor daqui para frente.

“Eu acho que ainda temos muito o que conquistar nos anos que temos pela frente. Quero muito dar a Honda e a Andretti o título em breve. Vou lutar muito por isso, como lutei este ano.”

A Honda conquistou na Cart três títulos entre os fornecedores de motores (1996/98/99/01) e seis títulos consecutivos entre os pilotos (1996 a 2001). Tony Kanaan está em São Paulo onde cuida dos preparativos para o seu casamento, que será na próxima sexta-feira. No dia seguinte, Kanaan vai disputar a edição 2003 da tradicional prova ‘500 Milhas da Granja Viana’, formando equipe com Rubens Barrichello, Felipe Massa e o norte-americano Marco Andretti, filho de Michael.

Para este ano, o casamento de Tony pode jogar contra, já que muitas feras do automobilismo mundial vão estar no Brasil para a cerimônia e participarão das 500 Milhas. Alessandro Zanardi, Oriol Servia e Juan Pablo Montoya serão alguns dos destaques. “Dessa vez será bem mais difícil, mas estou contente em poder contar com tantos amigos na prova”, resumiu Kanaan, que venceu quatro vezes, junto com Rubinho. “Vamos para o quinto título.”