Justiça seqüestra bens e bloqueia contas de mulher de Janene

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 30 de maio de 2006 as 11:15, por: cdb

A mulher do deputado do PP José Janene, Stael Fernanda Rodrigues de Lima Janene, teve seus bens sequestrados e  seus ativos financeiros bloqueados por ordem da Justiça Federal. O mesmo foi determinado para Mehedin Hussein Jenani e sua mulher Rosa Alice Valente, assessores do deputado.

Janene tem depoimento marcado para esta quarta-feira, na comissão de Ética da Câmara, mas está em Curitiba, para tratamento médico, e não deverá comparecer.

 José Janene está sob licença médica desde o final de 2005, quando estourou o escândalo do mensalãoo e ele foi acusado de participação no esquema.

 No dia 18 de maio, a PF  executou mandados de busca e apreensão de documentos e computadores de Stael, Mehedin e Rosa Alice, mas só ontem a   2ª Vara Federal Criminal de Curitiba divulgou o sequestro e bloqueio dos bens, que já estavam determinados desde a semana passada.

Com um salário declarado de R$ 5 mil, Stael Fernanda, que recebia comno assessora de Janene, teria, segundo a PF, acumulado desde 2003 um patrimônio declarado de mais de R$ 2 milhões. Os assessores, Jenani e Rosa Alice Valente, recebiam em suas contas correntes rendimentos também absurdos, para os salários de assessores parlamentares.

O advogado de janene, Adolfo Góis, declarou que nesta terça-feira iria a Curitiba para obter mais informações sobre o caso e tentar conseguir o desbloqueio dos bens e das contas. Para ele, ao investigar a mulher e os assessores de Janene, a Justiça Federal invade competência do STF (Supremo Tribunal Federal).