Justiça espanhola reconhece filho ilegítimo do rei Alfonso XIII

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quinta-feira, 29 de maio de 2003 as 17:18, por: cdb

A família real espanhola tem agora oficialmente um novo membro – Luis Moragas, de 74 anos, filho ilegítimo do rei Alfonso XIII, revelou o jornal madrilenho El Mundo. Depois de uma investigação de seis meses, o Registro Civil de Madri reconheceu a paternidade de Moragas e aprovou seu pedido para usar o sobrenome Borbón, do pai. Além disso, concedeu-lhe o título de Infante de Espanha e o tratamento de Alteza Real.

Ruiz Moragas é agora oficialmente tio-avô do rei Juan Carlos, neto de Alfonso XIII. Os técnicos do Registro Civil analisaram mais de 100 documentos apresentados por Moragas em dezembro de 2002. E deram ganho de causa a ele porque a família real não apresentou nenhuma objeção judicial.

As reivindicações de Moragas nunca foram segredo. Ele explicou os motivos num livro publicado em 2002.

– Recuso-me a permanecer na obscuridade que me foi imposta. Exijo o reconhecimento dos privilégios a que tenho direito e nunca renunciei – escreveu ele.

O novo membro da família real espanhola nasceu em 1929 da atriz Carmen Ruiz Moragas, amante de Alfonso XIII.