Justiça dos Estados Unidos ordena que indústria do fumo admita mentiras do passado

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 28 de novembro de 2012 as 05:49, por: cdb

Renata Giraldi*
Repórter da Agência Brasil

Brasília – A juíza Gladys Kessler, da Corte do Distrito de Columbia, nos Estados Unidos, determinou que a indústria do cigarro financie uma campanha pública mostrando que, no passado, houve mentiras sobre os riscos do fumo. Os detalhes da campanha e os custos ainda não foram determinados, e as indústrias podem recorrer da decisão.

Segundo a juíza, os fabricantes de cigarros “deliberadamente enganaram o público norte-americano quanto aos efeitos do fumo à saúde” e “intencionalmente desenvolveram cigarros mais viciantes”.

No próximo mês, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos deve se reunir com os representantes das empresas de tabaco para discutir a forma como serão executadas as instruções nos maços de cigarros, sites, nas emissoras de televisão e rádio, além dos jornais.

*Com informações da BBC Brasil.

Edição: Talita Cavalcante