Júnior sofre goleada em sua estréia no Corinthians

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 8 de outubro de 2003 as 22:48, por: cdb

Não poderia ter sido mais frustrante para o técnico Júnior a sua estréia na direção da equipe do Corinthians. Derrota por 3 x 0 diante do São Caetano nesta quarta-feira, em pleno Pacaembu. Mais do que o resultado, o que mais deve ter alarmado Júnior, um dos maiores craques da história do Flamengo e da seleção brasileira, foi o nível técnico apresentado pelo time corintiano.

Com o resultado, o Corinthians ficou nos 49 pontos, bem longe da briga pela quinta vaga da Libertadores 2004, ao contrário do São Caetano, que segue como forte candidato, somando agora 57 pontos ganhos, na sexta colocação. Na próxima rodada, o Timão tem o clássico contra o São Paulo, no domingo. Já o Azulão recebe o Peixe.

O primeiro tempo do Corinthians sob o comando de Júnior foi desastroso. O São Caetano poderia ter definido o jogo ali, não tivesse um dos piores ataques do campeonato. Fez 1 x 0 com Adhemar batendo falta e Warley completando, aos 8min, e teve outras três chances para ampliar até os 30min.

A vantagem no placar permitiu ao Azulão ficar atrás, explorando os contra-ataques. Mas o time do Corinthians estava confuso, sem criatividade, e pouco ameaçava a melhor defesa do Brasileirão. Apenas aos 30 e 34min o Timão chegou ao gol de Silvio Luiz, através de chutes de Fabrício e do zagueiro Anderson.

O São Caetano respondeu com perigo e novamente poderia ter ampliado o placar, com Adhemar e o zagueiro Thiago perdendo chances incríveis, em virtude de boas defesas de Rubinho.

No segundo tempo, o Corinthians voltou sem alteração na equipe e no mesmo ritmo da etapa inicial. O Azulão seguia explorando os contra-ataques, mas foi em uma triangulação que chegou aos 2 x 0, aos 9min. Warley tocou de cabeça para Marcinho, que serviu o meia Capixaba: aí foi só desviar de Rubinho e sair para comemorar.

Sem força no ataque, com apenas Gil mais à frente, Júnior colocou Bobô no lugar de Jamelli, mas a equipe continuava travada. E o São Caetano mandando no jogo e perdendo gols. Mas Adhemar tratou de sepultar uma eventual reação corintiana aos 28min, aproveitando um belo passe do zagueiro Serginho.

Já no desespero, Júnior fez outra modificação, sacando André Luiz e colocando o meia Pingo, mas sem resultado – a sorte do Timão já estava definida. Por sinal, André Luiz e Jamelli estão na mira da dupla Júnior/Rivellino (diretor-técnico) e da própria diretoria, já que desde que vieram da Europa não justificaram o investimento e podem ser os primeiros a deixar o Parque São Jorge na reformulação prevista para o final da temporada.

CORINTHIANS 0 X 3 SÃO CAETANO

Corinthians
Rubinho, Coelho, Marquinhos, Ânderson e Moreno; Fabrício, Fabinho, Robert e André Luiz (Pingo); Jamelli (Bobô) e Gil
Técnico: Júnior

São Caetano
Silvio Luiz; Dininho (Raulei), Thiago e Serginho; Fábio Santos, Marcelo Mattos, Capixaba, Marcinho e Zé Carlos; Adhemar (Deni) e Warley

Data: 8/10/2003 (quarta-feira)
Horário: 20h30
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo
Público: 9.439 pagantes
Renda: R$ 89.267,00
Árbitro: Paulo César de Oliveira (Fifa/SP)
Assistentes: Valter José dos Reis (Fifa/SP) e Ednilson Corona (Fifa/SP)
Cartões amarelos: Fabrício e Zé Carlos
Gols: Warley, aos 8min do primeiro tempo; Capixaba, aos 9min, e Adhemar, aos 29min do segundo tempo