Juiz determina regularização da situação de vítimas de trabalho escravo

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado terça-feira, 23 de setembro de 2003 as 01:56, por: cdb

O juiz da 3ª Vara do Trabalho de São Luís, Luiz Cosmo da Silva Júnior, determinou na última segunda-feira que seja regularizada a situação de 22 pessoas, vítimas de trabalho escravo, em uma fazenda localizada em São Miguel, município de Bacurituba, a 327 quilômetros de São Luís.

Os trabalhadores, entre os quais crianças, foram contratados com a promessa de remuneração mensal, entre outros benefícios. No entanto, as 22 pessoas, que trabalham na coleta da folha de carnaúba, são mantidas presas em um acampamento e sem qualquer remuneração.

O dono da fazenda terá que regularizar a situação dos trabalhadores imediatamente, conforme determinação da Justiça do Trabalho.