Juiz-corregedor dos presídios de Presidente Prudente é assassinado

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado sábado, 15 de março de 2003 as 09:16, por: cdb

O juiz-corregedor dos presídios da região de Presidente Prudente, Antônio José Machado Dias, foi morto em uma emboscada por volta das 19h desta sexta-feira. Ele saia do Fórum e estava dentro de seu carro, um Vectra, quando foi alvejado. A polícia informou que quatro tiros acertaram o juiz, pelo menos dois deles na cabeça. Quando o socorro chegou, o juiz já estava morto.

O juiz era responsável pela liberação e transferência de presos da região, entre eles líderes do PCC (Primeiro Comando da Capital) e o traficante carioca Fernandinho Beira-Mar, que está no Presídio de Segurança Máxima de Presidente Bernardes.

O procurador-geral de Justiça do Estado, Luiz Antonio Guimarães Marrey, designou três promotores de Presidente Prudente para acompanhar o caso. A assessoria do Tribunal de Justiça de São Paulo informou que o corpo do juiz chega às 12 h na capital para ser velado no Palácio da Justiça, na Praça da Sé. O enterro está marcado para às 16 h no Cemitério São Paulo.

Segundo testemunhas, Machadinho, como era conhecido, circulava pela rua José Maria Armon, perto do colégio Sarrion, quando teve seu Vectra fechado por um Uno Branco onde havia dois homens. Um deles desceu atirando e fugiu em seguida.