Juiz autoriza desligar aparelhos de mulher em coma há 13 anos

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 17 de setembro de 2003 as 22:02, por: cdb

Um juiz da Flórida decidiu nesta quarta-feira autorizar um homem a desligar os aparelhos que mantêm viva sua mulher de 39 anos, em coma há 13. Contrariando os pais de Terri Schiavo, o juiz George Greer ordenou que os médicos retirem a sonda que a alimenta no próximo dia 15 de outubro. Ela está vegetando desde que sofreu um ataque cardíaco em 1990.
 
O marido de Schiavo tentou durante anos que os médicos do hospital St Petersburg, na Flórida, desconectassem os fios das máquinas, argumentando que sua mulher tinha morte cerebral.

Segundo ele, Schiavo disse antes de sofrer o ataque cardíaco que não queria viver permanentemente com a ajuda de aparelhos.

Mas seus pais, Bob e Mary Schindler, alegam que ela tem chance de se recuperar. Eles dizem que a filha deu-lhes sinais de que os reconhecia e tentou falar. O advogado do casal advertiu que vai apelar da decisão do juiz.