JSD retira imagem do Facebook mas mantém-na em moção

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado domingo, 25 de março de 2012 as 05:40, por: cdb

Truque do desaparecimento da fotografia manipulada clamando contra os direitos adquiridos esbarra no facto de a mesma imagem estar na capa da moção da JSD ao congresso do PSD.Artigo |25 Março, 2012 – 12:34

A JSD fez desaparecer do seu perfil do Facebook a imagem que publicamos e que estava a causar uma onda de indignação na rede social. Em vão, quem procurar naquele perfil, a vai encontrar. Na imagem, numa mal-amanhada fotomontagem, vê-se uma manifestação de funcionários públicos jovens sob uma faixa que diz: “Estamos em luta contra os direitos adquiridos”. Ao lado, junto a um megafone, pode-se ler “Contra a ditadura do mercado laboral fechado”; e abaixo, as palavras de ordem da “jota”: Flexibilidade laboral; empreendedorismo; oportunidades para todos; novas soluções.

A mágica do desaparecimento da imagem, porém, não tem a habilidade de um Houdini, é apenas um truque desajeitado, porque a imagem figura na capa da moção apresentada pela JSD ao Congresso do PSD e que está disponível aqui.

Nesta moção, podem ler-se coisas profundas como “A Inquisição e o Estado Novo foram, provavelmente, os maiores campeões neste cercear da dúvida existencial e as quase quatro décadas de democracia ainda não conseguiram introduzir por completo a prática saudável da dúvida na alma nacional.” E também: “Apesar de já vivermos há muitos anos em democracia, têm persistido ainda algumas ditaduras com as quais não contávamos: a ditadura dos direitos adquiridos, das mesmas classes sempre protegidas; de um mercado laboral fechado em que os jovens estavam proibidos de entrar; a ditadura dos inquilinos que viviam à custa dos senhorios; a ditadura das mesmas famílias no poder, das mesmas empresas a mandar, das mesmas classes privilegiadas, dos mesmos partidos, dos mesmos patrões, dos mesmos sindicalistas, das mesmas corporações”.

Reveja abaixo a intervenção de Ana Drago no Parlamento em resposta a uma intervenção do líder da JSD, deputado Duarte Marques, na mesma linha da moção, e a sua versãodo Projeto Bandex.