Jornalista brasileiro é libertado após prisão temporária no Irã

Arquivado em: Arquivo-CdB
Publicado quarta-feira, 31 de outubro de 2001 as 20:11, por: cdb

O jornalista brasileiro Renan Antunes de Oliveira preso ontem no Irã, quando tentava atravessar a fronteira com o Afeganistão, foi liberado na manhã de hoje. Antunes foi obrigado a entregar um laptop e a máquina fotográfica. Agora ele está indo para Teerã, de onde seguirá para o Dubai, livre. Houve uma intervenção da Embaixada brasileira em Teerã para a sua libertação. Ele tentava atravessar ilegalmente a fronteira para o Afeganistão. Renan Antunes Oliveira é correspondente da Gazeta do Povo, de Curitiba.

Renan Antunes de Oliveira, correspondente do jornal Gazeta do Povo, de Curitiba, foi detido no Irã quando tentava atravessar a fronteira com o Afeganistão. Segundo o embaixador do Brasil em Teerã, Cezário Melantônio, o jornalista foi detido para averiguações numa cidade a 32 quilômetros da fronteira com o Afeganistão por estar em situação irregular, em termos imigratórios do Irã.

O jornalista solicitou visto, que foi concedido para turista na embaixada do Irã em Paris e foi detido por estar exercendo atividade jornalística, sem permissão para isso. Foram retidos seu aparelho fotográfico e um laptop. O jornalista ficou retido no hotel e já está seguindo para Teerã, onde será recebido por funcionários da embaixada brasileira. Amanhã, ele será levado ao aeroporto onde embarcará para Dubai pela companhia aérea dos Emirados Árabes. Segundo informações da TV Globo, o embaixador Cezário Melantônio considerou o caso encerrado.